Litotumbas

Aldeia do Bispo, património das sepulturas escavadas na rocha

Situação atual

No limite de Aldeia do Bispo, foram catalogadas três dezenas de sepulturas ou litotumbas, ainda hoje maravilha aos nossos olhos pela sobriedade no seu esculpido, pela cuidada selecção dos sítios de implantação, aconchego e tranquilidade que nos transmitem.
Alguns estudos situam o aparecimento e utilização das litotumbas em intervalo de tempo tão alargado que abarcará desde o século IV até ao século XII.

De notar uma absoluta ausência de qualquer vestígio, inscrição, ideograma ou símbolo que nos permita uma interpretação segura deste património.
O rasgo realizado na pedra, obedece ao padrão dos três compartimentos correspondentes à divisão que fazemos do corpo humano : secção da cabeça, tronco e membros.
Mas que terá levado aqueles que nos precederam a optarem por rasgar as litotumbas nos barrocais do anfiteatro só a Poente da Aldeia e nem uma única terem lavrado na metade a Nascente?

Que crenças, que motivações, que considerações e vantagens terão presidido à preferência pelas colinas às Fontaínhas em detrimento dos lajedos ao Picoto?

Hermínio Fernandes in  :
ALDEIA DO BISPO E SEU TERMO  -das origens-

Sopé Nascente da Malhada :
conjunto de duas tumbas quase geminadas,
uma delas apresenta o rasto de dois pés insculpidos em ângulo obtuso.

Coordenadas :
À cabeça : N 40° 19’ 113’’   W 006° 51’ 034’’
Aos pés    : N 40° 19’ 118’’   W 006° 51’ 033’’

Situação em 2010

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *