"Manuel José Fernandes Soiteiro,  sou o Manel Zé, 75 anos no mês de Junho (2008). Fui calceteiro em Portugal e em Espanha e pastor... cinquenta ovelhas e cabras também... tamborileiro faz 45 anos ,em Agosto (2008)... comprei a caixa dando a erva a comer de um lameiro durante um ano e meio. A caixa era do ti António Tamborleiro ... aprendi a tocar, ouvindo os outros (o ti António e o tamborleiro dos Forcalhos). Já corri muitas terras da raia, até para Espanha já fui... as modas não servem para mais nada que ouvi-las... a ranacataplana, a alvorada, o passeio, a procissão, o baile, cinco ou seis... as peles punha-as eu, mato uma cabra; tinha talho... quando era no forcão quase sempre faziam baile de tambor, era cada baile à tarde... quando serviu o "foigeiro", punham um garrafão de vinho, os rapazes... cheguei a ganhar bom dinheirito, claro, a gente cansa-se a andar "práï" assim... uma vez pelo Santo António, dois dias.. vinte contos levei, nem sequer me disseram nada, e às vezes há-os que ainda me dão para um copo... está a acabar isto... tenho pena, mas a idade, já 75 dabem não... esta malta nova não querem apprender... tenho o meu rapaz, elle não lhe liga...ele dá-lhe um jeitito,  arremeda um "bocaditcho", esta do baile, arremeda... eu já tenho dito, até dava a caixa a algum lá na terra que quizesse aprender... mas quem é que quer aprender? eu dáva-lha dada... é verdade ... é assim... "

Extratos do disco "o último tamborileiro da raia" editado pelos mordomos da capeia de 2008 (João e Diogo Pereira)

Ouvir extrato da "moda" procissão : 

 

Mordomos da capeia de 1962

 

Mordomos da capeia 1975

 

Mordomos da capeia 1977

 

Passeio 1992

 

 Passeio 2007

 

Agosto 2009

 

 

Mordomos 2010 ... última representação

 

Fotos : Maria José Ricardo Inácio; Manuel Luis Gonçalves, José Monteiro, Amélia Nabais.